sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

'Fiquei orando a Deus e pedindo calma', disse zelador sobrevivente

Zelador do prédio de 10 andares relembra o momento em que prédio caiu. Ele voltou ao hospital para rever curativos no rosto e nos braços.

Marcelo Antunes Moreira, de 50 anos, um dos sobreviventes do desabamento de três prédios no Centro do Rio, voltou nesta sexta-feira (27) ao Hospital Souza Aguiar, no Centro, para uma revisão dos curativos. Ele teve ferimentos no rosto e nos braços e recebeu alta médica do hospital na quinta-feira (26).

Ele era zelador do prédio de 10 andares. Marcelo estava no sexto andar e foi parar no térreo. Ele conseguiu pedir ajuda ao tocar na bota de um dos bombeiros. Ainda muito abalado com o que aconteceu, está com dificuldades para andar e ficou muito emocionado ao relembrar o momento em que os prédios ruíram.

“Eu meu lembro que estava no sétimo andar e escutei um barulho no prédio ao lado. E de repente só ouvi barulho e as coisas caindo. Deu tempo para correr para o hall, e só deu tempo de virar e quando vi... Depois é que eu fui saber que eu estava no sexto andar."
saiba mais
Ele contou que foi tudo muito rápido. Enquanto estava sob os escombros, Marcelo diz que só pediu calma a Deus.

“Fiquei só orando a Deus, pedindo calma, calma, que alguém fosse me socorrer”. Ele diz que pensou na família e, emocionado, lamenta: “É muito triste, muito triste”, e chora. O irmão dele, André, diz que Marcelo quer conhecer o bombeiro que o salvou.

“Ele diz que quando melhorar, vai pagar um almoço para ele. É o que a gente pode fazer. O que ele (bombeiro) fez não tem preço “, disse o irmão do sobrevivente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +