segunda-feira, 19 de junho de 2017

Sociedade “On-Demand”

Esta terminologia é relativamente nova na economia, sendo definido como uma atividade econômica criada por companhias de tecnologia que procuram atender as demandas do consumidor, dando imediata provisão de serviços de acordo com suas necessidades. Quem define o que a empresa fará não é o produto que ela se dispõe a oferecer, mas a necessidade que o cliente tem.

Não gaste tempo com críticas

Mike Murdock, um oradores muito apreciado no Sul do Texas com seu programa de Televisão, “Escola de Sabedoria”, conta que certa vez assentou-se para responder a crítica mordaz de uma pessoa. Ele se esforçou para apagar as palavras e escrever novas frases, levou mais de uma hora de trabalho cansativo e cuidadoso para dar forma a uma resposta decente à carta, mas seu esforço parecia inútil, ele não conseguia responder de forma sábia. Finalmente começou a rir com um pensamento que lhe surgiu à mente. Ele percebeu que jamais tinha passado uma hora para escrever uma carta para sua própria mãe, a pessoa mais querida dele. Então, decidiu que era uma tolice gastar tanto tempo com uma crítica.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

As últimas palavras de um gigante do evangelho

As últimas palavras de Paulo realmente mexem com o meu intimo. O gigante do evangelho, o homem que escreveu mais de um terço do novo testamento, o primeiro homem que andou por todo o mundo pregando o evangelho em uma época em que os meios de transportes e de comunicação eram tão lentos, não havia TV, nem rádio, nem jornal, nem aviões. 

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O Pêndulo histórico

Platão concebia a história de forma cíclica. Para ele, a vida humana era repetitiva num desproposital ir e vir. O que hoje era a norma, amanhã poderia ser descartado. Ele via a sucessão de poderes desta forma: Anarquia, ditadura, oligarquia, democracia, anarquia, etc.. sucessivamente. Nenhum propósito, apenas ciclos repetitivos. Esta foi a visão adotada também pela filosofia existencialista.

A obsessão pelo sucesso

Poucas coisas são tão atraentes quanto o sucesso: atingir metas, superar-se, conquistar, ser reconhecido. O homem moderno – e talvez em todas as épocas – sempre tem sido movido pela ambição, que na sua essência, não é necessariamente ruim, mas que pode, facilmente, se transformar em cobiça, ganância e até mesmo obsessão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +