quarta-feira, 16 de junho de 2010

A LIBERTAÇÃO DE JESUS

Referência: MARCOS 5.1-20

Existem muitas pessoas cativas: pelo diabo, pecado, desejos da carne.
Este texto fala de um homem cativo que foi liberto por Jesus.

I. A CIRCUNSTÂNCIA
Era noite. Tinha acontecido uma tempestade. Jesus chega num lugar de despenhadeiro.
Era uma região com cavernas, sepulcros, um cemitério.
Ouvem-se gritos de horror. Aparece um homem ferido, sangrando, com pedras nas mãos, furioso, possesso. A ação dos demônios.

II. A CONDIÇÃO DESSE HOMEM
1. Era um anônimo = Sem identidade, sem nome, sem linhagem, sem referência existencial. Não tinha fama, nem títulos, nem prestígio social.
2. Estava sob o domínio absoluto de forças malignas – v. 2 = “possesso de espírito imundo” = Não fazia sua vontade. Era controlado pelos demônios. Estava no cabresto.
3. Não tinha mais equilíbrio mental – v. 2 = “Possesso”- uma entidade maligna agia nele e através dele.
4. Não tinha mais pureza – v. 2 = Os demônios só o empurravam para o que imundo, sujo, asqueroso e nojento – Despachos em cemitérios, desenterrando defuntos.
5. Não tinha mais gosto pela vida – v. 3 = “vivia nos sepulcros…”- vivia num contexto de morte.
6. Não se deixava subjugar por forças físicas, mas estava subjugado pelos demônios – v. 3,4 =
7. Não tinha descanso – v. 5 = “Andava sempre de noite e de dia
8. “Não tinha mais amor próprio – v. 5 = “Ferindo-se com pedras”- Estava submerso num processo de morte Destruía seu corpo – feria-se com pedras. Destruía seus sentidos – perdera a noção do tempo.
9. Não tinha mais coerência – esquizofrenia – v. 6,7 = Adora a Jesus e diz “Não me atormentes.”
10. Não tinha mais identidade própria – v. 9 = Vemos aqui a extensão do mal – LEGIÃO = Qual é o teu nome? Os demônios responderam com um número e não com um nome. Era uma possessão múltipla. LEGIÃO = uma divisão do exército romano composta de uns 6.000 soldados de infantaria e cavalaria. Essas legiões formavam o braço forte com o qual Roma havia subjugado o mundo. Assim era o poder diabólico que dominava esse pobre homem.
11. Não tinha mais brandura – Mt. 8.28 = Furioso. Ninguém podia passar por aquele caminho. Transforma o homem num monstro celerado.
12. Não tinha mais pudor e honra – Lc 8.27 = “Havia muito não se vestia…”
13. Vivia na solidão – não tinha mais a assistência da família – Lc 8.27,29 = “Nem habitava em casa alguma…era impelido pelo demônio ao deserto.” – Apesar de ter dentro de si 6000 demônios estava só. Satanás só traz vazio e solidão.

III. A INTERVENÇÃO LIBERTADORA DE JESUS
1. Jesus revela o seu amor
a) Jesus faz um trajeto perigoso, enfrenta uma tempestade à noite para salvar apenas uma alma. Vai a Gadara só por causa de um homem.
b) Jesus se importa com este homem mesmo ele sendo: gentio, possesso e estando ferido, insano, nu, violento e no cemitério.
2. Jesus revela o seu poder
a) Os demônios sentem-se atormentados por Jesus
b) Jesus permite os demônios entrar nos porcos: 1) para mostrar o poder terrível que estava no homem. 2) Para mostrar que o homem vale mais que porcos. 3) Para mostrar sua autoridade sobre os demônios.
c) Jesus liberta o cativo

IV. OS EFEITOS DA LIBERTAÇÃO DE JESUS
1. Restauração integral = Jesus reintegra o homem quebrado pelo diabo – v. 15
a) Antes louco, agora em perfeito juízo = sua mente foi curada – v. 15
b) Antes andando de dia e de noite, agora assentado aos pés de Jesus = v. 15; Lc 8.35 – QUIETUDE E DEVOÇÃO
c) Antes nu, agora vestido = reintegração moral e social – v. 15
d) Antes possesso de demônios, agora aos pés de Jesus
e) Antes perigoso, agora ordeiro, calmo
f) Antes um problema para a família, agora uma bênção para a família = Jesus o manda de volta para o meio daqueles que viram mais de perto sua miséria.
g) Antes queria que Jesus se afastasse dele, agora quer seguir a Jesus
h) Antes andava no cemitério, nos sepulcros, no reino da morte e obedecia aos caprichos dos demônios, agora, está aos pés Daquele que é a ressurreição e a vida e tem prazer em obedecer Àquele que é a luz do mundo.
i) Antes era arauto da morte e do medo, agora é missionário de Cristo
j) Antes vivia uma vida desregrada e não se sujeita a ninguém, agora obedece à ordem de Jesus e vai pregar como missionário às dez cidades.

CONCLUSÃO

TEMOS EM GADARA DUAS REAÇÕES;
1) Gadareno salvo = quer estar com Jesus – v. 15
2) Povo de Gadara manda Jesus ir embora: a) Não perturbe nossa comodidade; b) Não perturbe nossos bens; c) Não perturbe nossa religião.

Jesus não desiste destes gentios de Gadara. Antes de ir embora enviou-lhes um missionário.
Jesus revelando paixão pelas almas = Vai a Gadara salvar um homem.
Os gadarenos por amor aos porcos rejeitam a Jesus = Por causa das perdas mandaram Jesus ir embora. Preferiram os demônios a Jesus por amor aos porcos.
O QUE VOCÊ VAI FAZER? Aceitar Jesus? Obedecer Jesus? Andar com Jesus? Ou vai pedir para Jesus ir embora da sua vida? É inadiável a decisão. Escolha Jesus!

Rev. Hernandes Dias Lopes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +