quinta-feira, 2 de setembro de 2010

RESITINDO À TENTAÇÃO

“Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até o sangue” (Hebreus 12.4).

Na caminhada cristã somos tentados a ceder inúmeras vezes, diante das proposições do mal. Muitas destas proposições malignas se nos apresentam de maneira sutil e capciosa; outras vezes, de maneira invasiva, afrontadora e agressiva. Mas, pela Palavra de Deus entendemos que tanto em uma situação quanto em outra, a postura cristã é a mesma: Resistir! O autor da epístola aos Hebreus usa desta expressão para nos desafiar a uma ação intensa de resistência ao mal. Da história da igreja vem um exemplo de como esta resistência ocorria nos anos de ascetismo.

“Benedito da Núrsia, monge nascido em 480 da era cristã, viveu em uma pequena aldeia italiana – Núrsia. Quando tinha aproximadamente 20 anos, Benedito se retirou para viver sozinho em uma caverna, onde dedicou sua vida ao ascetismo”.

Contudo, o fundador do movimento beneditino, se viu dominado por uma tentação carnal. Seu busca por um caráter santo e por uma pureza interior não se coadunavam com a visão de uma mulher bela e formosa que atentava, em sonhos, seu corpo, levando-o a uma luta para não cair em tentação.

Certo dia, disposto a acabar com estes desejos, não suportando a agonia de uma luta interior inclinada ao pecado, ao avistar uma moita de espinhos e urtigas, tirou toda a roupa e se lançou sobre ela, na ânsia de castigar o corpo inclinado aos prazeres terreais. Não sabemos se tal atitude produziu o efeito desejado de pureza e santificação; todavia, a Palavra de Deus nos diz que não devemos esmorecer em nossa luta contra o pecado.


Pr Carlos Orlandi Jr
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +