domingo, 24 de julho de 2011

Na Paulista, cabem só 1,1 milhão

A Avenida Paulista, por onde a organização da Parada Gay espera que passem 3,5 milhões de pessoas, só tem espaço para 1,152 milhão de pedestres parados. Mesmo assim, a via pode abrigar até 4 milhões de pessoas em rotatividade. Ainda mais quando embalados por 22 trios elétricos que vão descer até a Praça Roosevelt, no Centro, num percurso de cerca de 3 quilômetros.

Tanto a Paulista quanto a Rua da Consolação, que será usada para completar o trajeto, possuem 48 metros de largura. A área do percurso é de 144 mil m².


Para chegar à conta de quantas pessoas cabem nesse trajeto, a Polícia Militar usa como média 6 pessoas ocupando um metro quadrado. De acordo com esse cálculo, caberiam na via 864 mil pessoas, menos de um milhão de participantes.

Com exagero e imaginando que até oito pessoas se espremeriam no mesmo metro quadrado, seria possível atingir a marca de 1,152 milhão, considerando a ocupação de toda a extensão da parada.

Segundo a PM, a conta é feita com base em imagens aéreas ou visões privilegiadas em locais altos. “Aplicamos uma estimativa de pessoas por metro quadrado e consideramos os locais mais lotados para uma média de público. Precisamos considerar também a rotatividade de pessoas”, informou o coronel Álvaro Batista Camilo, comandante de policiamento do Centro e responsável pela área.

Os cálculos da Associação da Parada do Orgulho GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), que organiza o evento, são semelhantes aos da PM, mas levam em consideração a concentração do público em torno dos 22 carros de som que percorrem esse trajeto.

Mesmo considerando a saída e chegada de pessoas a cada hora, seria necessário esvaziar e encher a Avenida Paulista e a Rua da Consolação três vezes para que as estimativas estivessem corretas. Essa é a conta que a organização defende.

“A polícia costuma acompanhar o cálculo feito pelos realizadores dos eventos para não haver distorção”, comentou coronel Camilo. Este ano, a Associação GLBT ficará responsável pela conta e divulgação dos números de público. A Polícia Militar informa que irá acompanhar a contagem para evitar distorções de números.

Lais Cattassini
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +