quinta-feira, 22 de março de 2012

Cuidado! Alguns dos desigrejados são lobos disfarçados de ovelhas.

Existem desigrejados que assim se tornaram porque foram feridos na batalha. Existem desigrejados que se machucaram na caminhada, existem desigrejados que assim se tornaram porque não eram dos nossos, agora, existem desigrejados, que se fazem de desigrejados, por que nao querem se submeter a ninguém. Tais pessoas, relativizaram a comunhão dos santos, sao avarentos, mestres de si mesmos, soberbos, orgulhosos, estão sempre certos e nunca errados, ridicularizam a igreja demonstrando com isso que nunca nasceram de novo. Tais pessoas são movidas por falsas percepções doutrinárias, estão perdidas em sua própria apostasia, caminhando a largos passos para a condenação Eterna.

Vale a pena ressaltar que não estou defendendo o denominacionalismo, como também a igreja institucional, portanto, não use esses argumentos ao tentar desconstruir minhas afirmações. Creio no conceito bíblico de Eclésia, creio que Deus é livre para se manifestar graciosamente nas comunidades orgânicas, como também creio que Cristo se manifesta entre o seu povo. O que não creio é nesse falso evangelho pregado por pilantras insubmissos, arrogantes e mesquinhos que acreditam que não precisam de Igreja e que se reúnem visando seus próprios umbigos. É estes que reprovo! Gente cuja a índole é inescrupulosa.

Prezado amigo, diante disto, lhe aconselho, cuidado! O apóstolo Paulo ao escrever a Timóteo afirmou que nos últimos dias surgiriam alguns tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Paulo aconselhou seu discipulo amado a a afastar-se destes, afirmando serem estes, aqueles que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. (2 Timóteo 3:5-7)

Caro leitor, a Igreja de Cristo é uma instituição de origem divina. Ela não foi criada por homens inescupulosos, ou por religiosos despósticos cujo interesse fundamental era a satisfação pessoal. Muito pelo contrário, a Igreja foi criada por Cristo e para Cristo, o que nos leva entender que ela possui papel primordial na propagação dos valores do Reino. (Mt 16.15-19). Além disso, a igreja é a "communion Sanctos" , lugar de comunhão e relacionamento com Deus e com os homens cuja característica principal é o amor.

Junta-se a isso o fato de que a igreja é também um local de compromisso com Deus e com os eleitos de Deus, o que faz dela uma estrutura imprescindível ao crescimento cristão onde a Palavra é pregada como também os Sacramentos são ministrados.

Sem a menor sombra de dúvidas a igreja é imperfeita e continuará assim até a volta de Cristo. Como bem disse o teólogo reformado Augustus Nicodemus, "a teologia Reformada não deixa dúvidas quanto ao estado de imperfeição, corrupção, falibilidade e miséria em que a igreja militante se encontra no presente. Ao mesmo tempo, ensina que não podemos ser cristãos sem ela. Que apesar de tudo, precisamos uns dos outros, precisamos da pregação da Palavra, da disciplina e dos sacramentos, da comunhão de irmãos e dos cultos regulares."

Pense nisso!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +