Massacre em Suzano: até onde jogos violentos podem influenciar a mente humana?

Semelhança entre assassino de Suzano  (direita) e personagem do jogo Free Fire  (esquerda) é notável. (Foto: Guiame) Autoridades ...

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Simplicidade de fé

David Wilkerson, conhecido por seu estrondoso ministério entre gangs do Brooklyn em New York, relata que seu trabalho alcançou enorme projeção mundial com o livro “Entre a cruz e o punhal”, que apenas na década de 1970 vendeu 18 milhões de exemplares, no qual relatava a dolorida realidade das pessoas viciadas em droga e como alguns destes jovens foram libertos pela oração e volta a Jesus. A partir daí, milhares de pessoas, imprensa, organizações eclesiásticas vinham ao seu encontro e queriam convidá-lo para dar palestras e contar suas experiências. A revista Time, o New York Times. O Daily News publicaram artigos a respeito do seu trabalho e foi entrevistado em muitos programas de rádio e TV.

Um dia, porém, um homem de origem chinesa o deteve na rua e lhe deu o seguinte recado: “Moro em Hong Kong, mas o Senhor me pediu para lhe dar um recado simples. O Senhor está dependendo demais de si mesmo, e não está dependendo mais de Deus. O Senhor perdeu a simplicidade”. Quando Wilkerson quis se defender e se tornou reativo, o homem afirmou: “Não estou preocupado comigo mesmo, choro por você. O que eu precisava dizer, eu disse”. Virou as costas e foi embora.

Ele tentou ignorar aquele homem, mas aquilo o incomodou. Apesar de seu padrão de vida não ter mudado muito, ela agora tinha uma casa mais bonita e um carro melhor, ele passou a considerar sua vida, e chegou à conclusão de que havia perdido a simplicidade da fé. O problema era mais profundo que a questão material, era algo na alma.

Tenho percebido muito claramente como podemos nos tornar sofisticados na questão da espiritualidade. A fé simples, que alimenta a alma, tem se transformado numa busca confusa e atabalhoada de outros elementos que não são essenciais. Nos tornamos inquiritivos, questionadores, filosóficos, mas perdemos a essência de que vida cristã que não é a guarda de ritos complexos, nem manuais elaborados ou fórmulas sagradas. Vida cristã é o simples relacionamento da criatura com o Criador, de uma alma que tem sede com aquele que pode saciar. Do homem desorientado que encontra sentido e direção na pessoa de Jesus de Nazaré. Temos perdido a capacidade de ser simples.

Não seria isto que Jesus queria dizer ao afirmar que se não nos tornarmos como uma criança não seremos capazes de ver o Reino dos céus? Jesus chegou mesmo a colocar uma criança no meio dos discípulos para chamar-lhes a atenção. A criança crê genuinamente, descansa nos braços do pai de forma tranquila, porque confia no pai. Não deveríamos também, da mesma forma, termos atitude semelhante com o Pai celestial?

Precisamos descomplicar. Nos tornamos sofisticados e elaborados demais, mas estamos cada vez mais secos, vazios, exigentes. Transformamos nossa história numa vida de exigências absurdas, necessidades criadas, e estamos perdendo a capacidade de viver de forma espontânea, celebrativa e natural.

Rev. Samuel Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça comentários produtivos no amor de Cristo com a finalidade de trazer o debate para achar a verdade. Evite palavras de baixo calão, fora do assunto ou meras propagandas de outros blogs ou sites.

Marcadores

REFLEXÕES NOTÍCIAS LIÇÕES BÍBLICAS VIDEOS ESCOLA DOMINICAL DEVOCIONAIS COMENTÁRIOS ESTUDOS SAMUEL VIEIRA VIDA CRISTÃ EVENTOS SERMÕES PASTORAIS SILAS MALAFAIA JOSÉ GONÇALVES 2º TRIMESTRE 2012 HERNANDES DIAS LOPES POLITICA ILUSTRAÇÕES ELINALDO RENOVATO FAMÍLIA SILAS DANIEL 4º TRIMESTRE 2012 ALEXANDRE COELHO ELIENAI CABRAL 1º TRIMESTRE 2013 2º TRIMESTRE 2013 3º TRIMESTRE 2014 EPÍSTOLA DE TIAGO EVANGELHOS 3º TRIMESTRE 2013 DILMA ROUSSEFF MENSAGENS APOLOGÉTICA APOSTOLO CASAMENTO EPÍSTOLAS 2º TRIMESTRE 2014 4º TRIMESTRE 2013 FOTOS 3º TRIMESTRE 2012 FILIPENSES PROFETAS 1º TRIMESTRE 2015 2º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2014 ADULTOS DANIEL DOUTOR OS DEZ MANDAMENTOS DONS ESPIRITUAIS LUCAS MANDAMENTOS ROMANOS 2º TRIMESTRE 2015 CPAD ESEQUIAS SOARES HOMOSSEXUALIDADE 1º TRIMESTRE 2014 3º TRIMESTRE 2015 AGENDA MARIO SALES ÊXODO ELIEZER DE LIRA E SILVA RENATO BROMOCHENKEL ANTÔNIO GILBERTO 4º TRIMESTRE 2015 CRIME JOVENS MARCOS POLICIA REFORMA SÉRIES CLAUDIONOR DE ANDRADE FÁBULAS VIOLÊNCIA AUGUSTUS NICODEMUS LOPES ECLESIASTES GENESIS SALMOS ADULTÉRIO AÉCIO NEVES CIRO SANCHES ZIBORDI MARINA SILVA NATAL 1º TRIMESTRE 2012 FORNICAÇÃO FÉ E OBRAS HERESIAS LUIS INÍCIO LULA DA SILVA MARCO FELICIANO PROVÉRBIOS REINALDO AZEVEDO ANO NOVO BRASIL DINHEIRO INVESTIGAÇÃO MYLES MUNROE NAMORO PRESBÍTERO PROSPERIDADE SANTIFICAÇÃO SERMÃO DO MONTE 4º TRIMESTRE 2011 COPA DO MUNDO ESCATOLOGIA GEREMIAS DO COUTO GLOBO MULHER NELSON NED NOVELAS PETROBRAS PETROLÃO PORNOGRAFIA SEXO DEPUTADOS DIÁCONO EDUCAÇÃO ENTREVISTA FESTA FILHOS LAVA JATO LIBERALISMO LIDERANÇA MAGNO MALTA. MARIA MARTA MARTINHO LUTERO OBREIROS ORAÇÃO PARÁBOLA PRESIDENTE SABEDORIA 1º TRIMESTRE 2016 1º TRIMESTRE 2018 ADORAÇÃO ATIVISMO ATOR C. H. BROWN CORRUPÇÃO CUBA DENZEL WASHINGTON DIVÓRCIO ELIAS FILMES GRATIDÃO ISRAEL JEAN WYLLYS MARCHA PARA JESUS NORBERT LIERTH OPERAÇÃO PREGADORES PROTESTO REYNALDO ODILO SACERDOTES SAMUEL F.M. COSTA SEXUALIDADE TEOLOGIA TRABALHO 3º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2008 4º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2018 ABEL AGIOTAGEM ALEGRIA AMIGOS AMIZADE AMY WINEHOUSE ANCIÃO ARROGÂNCIA BABILÔNIA BIBLIOLOGIA BISPO CAIM CALVÁRIO CHARLES HADDON SPURGEON CHARLES R. SWINDOLL CORDEIRO CRIANÇAS CRISTO CRITICAS CÓDIGO DA VINCI DESIGREJADOS ELIEZER RODRIGUES ENVELHECER EUNÁPOLIS EXPOSITIVO F FARSA FEMINISMO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO GOMORRA HERRY POTTER HOMILÉTICA HUMILDADE INIMIGOS INIMIZADE JEJUM JOHN ANKERBERG JOHN WELDON JORDÃO JUSTOS LARRY WILSON LEIS LÍNGUA MAR VERMELHO MARCHISMO MARK BROWN MESTRE MOISÉS MUSICA NAMOROj NETO GUERRIERI OSTENTAÇÃO PASCOA PERDÃO PILATOS PREFEITOS PROVAÇÕES RELIGIÃO SALVAÇÃO SEGURANÇA SELEÇÃO BRASILEIRA SENADOR SODOMA TEMOR TEMPERAMENTOS TENTAÇÃO TESTEMUNHO VINDA DE CRISTO WARREN WIERSBE WILLIAM MACDONALD XUXA ÍMPIOS ÓDIO