ACONSELHAMENTO PASTORAL OU ACONSELHAMENTO PSICOLÓGICO?

1. QUESTÃO PRELIMINAR Esta é a primeira questão que desejo considerar: o que estudaremos será aconselhamento pastoral ou aconselhamento...

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Servidor aposentado custa o triplo de empregado privado

Um funcionário público da União que se aposentar neste ano, aos 60 anos de idade e com expectativa de viver até os 80, custará R$ 3,34 milhões para os cofres do governo.

Esse é o valor médio, por servidor, que será desembolsado pela União para garantir o pagamento das aposentadorias ao funcionalismo, segundo cálculo da Consultoria de Orçamento da Câmara dos Deputados.

Fila em agência do INSS na região central de São Paulo
Se esse servidor for um militar, o montante é ainda maior: R$ 4,92 milhões.

No caso dos empregados da iniciativa privada, que contribuem com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o valor por pessoa apresenta um desequilíbrio menor, mas ainda assim tem impacto considerável para os cofres públicos.

Um trabalhador da área privada que se aposentar neste ano, com expectativa de mais 20 anos de vida, custará, em média, R$ 1,1 milhão aos cofres públicos.

Esse custo existe devido a desequilíbrios históricos dos regimes de Previdência no Brasil, que têm distorções e beneficiaram grupos específicos. Esse valor extra não deveria existir em nenhum caso, porque representa um desembolso além daquilo que o governo já paga à Previdência na condição de empregador.

"A sociedade já está pagando, por meio do empregador, a contribuição patronal. Então não era para ter de pagar mais nada depois", afirma o consultor de Orçamento da Câmara Leonardo Rolim.

Esse desequilíbrio é chamado tecnicamente de deficit atuarial dos regimes de Previdência e significa que, se fosse necessário pagar hoje todos os benefícios –atuais e futuros–, não haveria recursos suficientes, e o Tesouro seria obrigado a desembolsar esse montante.

O cálculo relativo ao regime geral foi feito pela Consultoria de Orçamento da Câmara a pedido da Folha.

Rolim esclarece que, como o regime geral prevê entrada de novas pessoas e tem avaliação atuarial só até 2060, o cálculo é aproximado e considera um deficit estável a partir de 2061.

ESTADOS

Para Estados e municípios, o deficit atuarial per capita também é menor que o da União. Nos Estados e no Distrito Federal, é de R$ 1,03 milhão. Nas capitais, é de R$ 161 mil, e, nos demais municípios, de R$ 97 mil.

Com a reforma da Previdência que o governo Michel Temer vai enviar ao Congresso, a ideia é criar uma regra única de aposentadoria –com idade mínima de 65 anos e tempo mínimo de contribuição de 25 anos– para funcionários públicos e privados.

Embora afirme que os militares têm de ter regras diferentes, Rolim defende a necessidade de equiparar a contribuição deles, hoje em 7,5%, à dos civis, que é de 11%. Além disso, sugere a criação de idade mínima –atualmente, só é exigido tempo de contribuição, de 30 anos.

"Primeiro, a contribuição dos militares é menor. Segundo, o gasto com pensão é muito maior. Terceiro, eles se aposentam muito mais jovens. Juntando essas três coisas, dá essa bomba."

No caso dos civis, segundo Rolim, o problema são os privilégios concedidos no passado. "A Constituição criou um trem da alegria gigantesco. Ela trouxe para o Regime Jurídico Único [que abrange o funcionalismo] os funcionários das fundações federais, principalmente os das universidades", afirma.

Para a Consultoria de Orçamento da Câmara, a União tem o regime de Previdência "mais desestruturado", que não tem uma unidade gestora e tampouco um conselho gestor. Além disso, cada Poder tem o seu próprio sistema de pessoal e apenas envia informações uma vez por ano ao Ministério da Fazenda para elaboração da avaliação atuarial.

Regime Geral de Previdência Social (RGPS)

Quem são eles
Trabalhadores do setor privado, empregados domésticos, autônomos, trabalhadores rurais e servidores públicos de 3.500 municípios

Quantos eles são
28,3 milhões

Quanto ganham (benefício médio mensal)
R$ 1.356

Regime Próprio de Previdência Social (RPPS)

Quem são eles
Servidores públicos da União, dos Estados e dos municípios, com exceção dos que estão no INSS

Quantos eles são
4,2 milhões

Quanto ganham (benefício médio mensal)
R$ 5.108

Como se aposentam

Regime Geral de Previdência Social (RGPS)

Idade mínima

Homens
Por idade: 65
Por tempo de contribuição: não há

Mulheres
Por idade: 60
Por tempo de contribuição: não há

Tempo mínimo de contribuição

Homens
Por idade: 15 anos
Por tempo de contribuição: 35 anos

Mulheres
Por idade: 15 anos
Por tempo de contribuição: 30 anos

Regime Próprio de Previdência Social (RPPS)

Idade mínima

Homens: 60 anos
Mulheres: 55 anos

Tempo mínimo de contribuição

Homens: 35 anos
Mulheres: 30 anos

LAÍS ALEGRETTI
DE BRASÍLIA 24/10/2016 02h00



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça comentários produtivos no amor de Cristo com a finalidade de trazer o debate para achar a verdade. Evite palavras de baixo calão, fora do assunto ou meras propagandas de outros blogs ou sites.

Marcadores

REFLEXÕES NOTÍCIAS LIÇÕES BÍBLICAS VIDEOS ESCOLA DOMINICAL DEVOCIONAIS COMENTÁRIOS ESTUDOS SAMUEL VIEIRA VIDA CRISTÃ EVENTOS SERMÕES PASTORAIS SILAS MALAFAIA JOSÉ GONÇALVES 2º TRIMESTRE 2012 HERNANDES DIAS LOPES POLITICA ILUSTRAÇÕES ELINALDO RENOVATO FAMÍLIA SILAS DANIEL 4º TRIMESTRE 2012 ALEXANDRE COELHO ELIENAI CABRAL 1º TRIMESTRE 2013 2º TRIMESTRE 2013 3º TRIMESTRE 2014 EPÍSTOLA DE TIAGO EVANGELHOS 3º TRIMESTRE 2013 DILMA ROUSSEFF MENSAGENS APOLOGÉTICA APOSTOLO CASAMENTO EPÍSTOLAS 2º TRIMESTRE 2014 4º TRIMESTRE 2013 FOTOS 3º TRIMESTRE 2012 FILIPENSES PROFETAS 1º TRIMESTRE 2015 2º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2014 ADULTOS DANIEL DOUTOR OS DEZ MANDAMENTOS DONS ESPIRITUAIS LUCAS MANDAMENTOS ROMANOS 2º TRIMESTRE 2015 CPAD ESEQUIAS SOARES HOMOSSEXUALIDADE 1º TRIMESTRE 2014 3º TRIMESTRE 2015 AGENDA MARIO SALES ÊXODO ELIEZER DE LIRA E SILVA RENATO BROMOCHENKEL ANTÔNIO GILBERTO 4º TRIMESTRE 2015 CRIME JOVENS MARCOS POLICIA REFORMA SÉRIES CLAUDIONOR DE ANDRADE FÁBULAS VIOLÊNCIA AUGUSTUS NICODEMUS LOPES ECLESIASTES GENESIS SALMOS ADULTÉRIO AÉCIO NEVES CIRO SANCHES ZIBORDI MARINA SILVA NATAL 1º TRIMESTRE 2012 FORNICAÇÃO FÉ E OBRAS HERESIAS LUIS INÍCIO LULA DA SILVA MARCO FELICIANO PROVÉRBIOS REINALDO AZEVEDO ANO NOVO BRASIL DINHEIRO INVESTIGAÇÃO MYLES MUNROE NAMORO PRESBÍTERO PROSPERIDADE SANTIFICAÇÃO SERMÃO DO MONTE 4º TRIMESTRE 2011 COPA DO MUNDO ESCATOLOGIA GEREMIAS DO COUTO GLOBO MULHER NELSON NED NOVELAS PETROBRAS PETROLÃO PORNOGRAFIA SEXO DEPUTADOS DIÁCONO EDUCAÇÃO ENTREVISTA FESTA FILHOS LAVA JATO LIBERALISMO LIDERANÇA MAGNO MALTA. MARIA MARTA MARTINHO LUTERO OBREIROS ORAÇÃO PARÁBOLA PRESIDENTE SABEDORIA 1º TRIMESTRE 2016 1º TRIMESTRE 2018 ADORAÇÃO ATIVISMO ATOR C. H. BROWN CORRUPÇÃO CUBA DENZEL WASHINGTON DIVÓRCIO ELIAS FILMES GRATIDÃO ISRAEL JEAN WYLLYS MARCHA PARA JESUS NORBERT LIERTH OPERAÇÃO PREGADORES PROTESTO REYNALDO ODILO SACERDOTES SAMUEL F.M. COSTA SEXUALIDADE TEOLOGIA TRABALHO 3º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2008 4º TRIMESTRE 2016 4º TRIMESTRE 2018 ABEL AGIOTAGEM ALEGRIA AMIGOS AMIZADE AMY WINEHOUSE ANCIÃO ARROGÂNCIA BABILÔNIA BIBLIOLOGIA BISPO CAIM CALVÁRIO CHARLES HADDON SPURGEON CHARLES R. SWINDOLL CORDEIRO CRIANÇAS CRISTO CRITICAS CÓDIGO DA VINCI DESIGREJADOS ELIEZER RODRIGUES ENVELHECER EUNÁPOLIS EXPOSITIVO F FARSA FEMINISMO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO GOMORRA HERRY POTTER HOMILÉTICA HUMILDADE INIMIGOS INIMIZADE JEJUM JOHN ANKERBERG JOHN WELDON JORDÃO JUSTOS LARRY WILSON LEIS LÍNGUA MAR VERMELHO MARCHISMO MARK BROWN MESTRE MOISÉS MUSICA NAMOROj NETO GUERRIERI OSTENTAÇÃO PASCOA PERDÃO PILATOS PREFEITOS PROVAÇÕES RELIGIÃO SALVAÇÃO SEGURANÇA SELEÇÃO BRASILEIRA SENADOR SODOMA TEMOR TEMPERAMENTOS TENTAÇÃO TESTEMUNHO VINDA DE CRISTO WARREN WIERSBE WILLIAM MACDONALD XUXA ÍMPIOS ÓDIO