terça-feira, 22 de novembro de 2011

DISCÍPULO OU RELIGIOSO?

No domingo anterior iniciei uma série de pregações baseada em Lucas 14.25-25. Esta passagem foca um dos assuntos mais sérios no que tange à vida cristã, que é o discipulado.
Todo mundo sabe que a maioria das igrejas não está nem aí pro assunto. Basta dar uma olhada na qualidade do testemunho de uma grande parcela dos cristãos de hoje pra gente chegar a esta triste conclusão.

Essa é a verdade que incomoda aqueles que são meros religiosos. Estes não passam de visitantes de igrejas aos domingos, ávidos por bênçãos, milagres, festas e eventos atrativos promovidos aqui ou acolá.

Apesar de haver grandes discrepâncias entre um discípulo e um mero religioso, não é tarefa de poucos minutos descobrir entre um e outro. No entanto, se compararmos alguns aspectos simples veremos com nitidez – como naquele jogo onde temos que encontrar os erros entre duas figuras aparentemente iguais. Abaixo, linha a linha estabeleço alguns contrastes entre ambos, baseados nas minhas próprias observações ao longo de quase 25 anos de experiência cristã:

1. O discípulo segue de perto, o religioso acompanha à distância.
2. O discípulo se doa voluntariamente, o religioso busca vantagens.
3. O discípulo assume os riscos, o religioso foge dos riscos.
4. O discípulo ama sacrificialmente, o religioso gosta.
5. O discípulo abre mão de tudo pra seguir, o religioso agarra-se ao fútil.
6. O discípulo faz uma positiva diferença em seu meio, o religioso é indiferente em qualquer meio.
7. O discípulo não escolhe tarefas, o religioso só faz o que agrada.
8. O discípulo sofre pelos outros, o religioso ocupa-se apenas consigo mesmo.
9. O discípulo é verdadeiro, o religioso é dissimulado.
10. O discípulo é humilde, o religioso é altivo.
11. O discípulo paga o preço pra servir, o religioso só serve por um preço.
12. O discípulo perdoa, o religioso contabiliza as falhas alheias.
13. O discípulo prioriza o Reino, o religioso tem seu próprio reinado.
14. O discípulo é obediente, o religioso é autoritário.
15. O discípulo ajuda a carregar as cargas, o religioso quer cargos.
16. O discípulo vive aprendendo, o religioso pensa saber tudo.
17. O discípulo confia na justiça divina, o religioso é vingativo.
18. O discípulo é “sim, sim e não, não”, o religioso é instável.
19. O discípulo é amigo, o religioso é interesseiro.
20. O discípulo é maleável, o religioso é inflexível.
21. O discípulo busca a paz, o religioso adora uma contenda.
22. O discípulo procura viver a Bíblia, o religioso tem uma Bíblia.
23. O discípulo discerne, o religioso julga.
24. O discípulo almeja, o religioso inveja.
25. O discípulo espera ser exaltado, o religioso se exalta.
26. O discípulo ama o anonimato, o religioso quer o estrelato.
27. O discípulo se alegra com pouco, o religioso sempre quer mais.
28. O discípulo serve, o religioso quer ser servido.
29. O discípulo é perseverante, o religioso é inconstante.
30. O discípulo é generoso, o religioso é mesquinho.
31. O discípulo constrói pontes, o religioso levanta muros.
32. O discípulo conquista, o religioso manipula.
33. O discípulo ora com devoção, o religioso recita frases prontas.
34. O discípulo faz, o religioso promete.
35. O discípulo é autêntico, o religioso é hipócrita.
36. O discípulo é paciente, o religioso é imediatista.
37. O discípulo é “outrocêntrico”, o religioso é egocêntrico.
38. O discípulo busca a santificação, o religioso busca a satisfação.
39. O discípulo quer a vontade do Mestre, o religioso só faz o que quer.
40. O discípulo compartilha o Evangelho, o religioso escandaliza o Evangelho.

É isso...

- pr Aécio -

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +