sábado, 12 de novembro de 2011

HOMOSSEXUALIDADE UMA DISCUSSÃO DE VIA ÚNICA

Nunca foi tão agitada esta discussão da homossexualidade versus heterossexualidade, os meios de comunicações têm investido de forma direta e indireta para a ampliação deste assunto que tem se tornado tão problemático e contundente na nossa sociedade contemporânea. Quando me coloquei a disposição para escrever acerca desta temática, foi devido a minha evidente preocupação com o desenrolar desta mini guerra ideológica e de princípios religiosos, no que diz respeito ao assunto abordado.

Com base na Constituição da República Federativa do Brasil no seu Capitulo I, Art. 3º seção IV que diz: “Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”. Podemos observar que é tanto direito do Homossexual como do Heterossexual defender e exercitar a sua opção e forma de escolha da sua orientação sexual a ser seguida. Contanto, que ambas as partes tenham o direito de expressar o seu desejo de escolha.

Quando inicio este pequeno ensaio dizendo que a discussão Homossexual é uma via de mão única é justamente por que não existe por parte de alguns dos movimentos que apóiam e defende os homossexuais a observância do direito aos heterossexuais de expressar a sua opinião sexual, ou seja, não existe uma democratização para os heterossexuais, portanto nos restam duas perguntas: por que só os movimentos homossexuais podem falar e os heterossexuais não podem? Onde fica o processo democrático? É baseado neste contexto que digo que não existem duas vias nesta discussão.

Numa briga que só um dos lados pode expressar seus pensamentos, não quero com isso apoiar os movimentos heterossexuais que se baseiam na violência para divulgar ou ate fazer se ouvir, pois, a violência gera violência. Quero apenas que os amigos leitores pensem nesta discussão com duas vias.

Só podemos construir uma sociedade forte e indissolúvel com a observação de nossos direitos e deveres, que possa existir um verdadeiro processo de democracia, se existe os direitos para os homossexuais podem ter certeza que existem de igual modo direitos para os heterossexuais. Sempre lembrando que a violência não pode ser o carro chefe para a resolução dos problemas sociais e ideológicos para ambos os grupos, que Deus nos abençoe e vamos fazer valer os direitos do processo chamado DEMOCRACIA.

Por: Fábbio Xavier
Teólogo e Graduando em História

http://www.samuelcoutojunior.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOSSA PAGINA

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +