quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Lição 8° A Mulher Virtuosa

10 Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias.11 O coração do seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho.12 Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida.13 Busca lã e linho e de bom grado trabalha com as mãos.14 E como o navio mercante: de longe traz o seu pão.
15 É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas.16 Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho.17 Cinge os lombos de força e fortalece os braços.18 Ela percebe que o seu ganho é bom;a sua lâmpada não se apaga de noite.19 Estende as mãos ao fuso, mãos que pegam na roca.20 Abre a mão ao aflito; e ainda a estende ao necessitado.21 No tocante à sua casa, não teme a neve,pois todos andam vestidos de lã escarlate.22 Faz para si cobertas,veste-se de linho fino e de púrpura.23 Seu marido é estimado entre os juízes  quando se assenta com os anciãos da terra.24 Ela faz roupas de linho fino, e vende-as, e dá cintas aos mercadores.25 A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.26 Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua.27 Atende ao bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça.28 Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo:29 Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.30 Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.31 Dai-lhe do fruto das suas mãos, e de público a louvarão as suas obras. Pv 31.10-31

Vez por outra cito alguma poesia nos meus escritos. Sou admirador dos poetas porque eles são sensíveis à realidade da vida e conseguem expressar isso como ninguém. Davi foi rei, profeta e também poeta. Com certeza seu filho Salomão sofreu a influência benéfica dessa herança. O livro de Provérbios é de natureza sapiencial e também poética. Uma das mais belas poesias é essa registrada no capítulo 31 de Provérbios onde as qualidades de uma mulher virtuosa são exaltadas.

A Mulher Virtuosa como Esposa

Acerca da Mulher Virtuosa, Provérbios 31.11 (ARA) diz: “O coração do seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho”. Um dos pilares de todo relacionamento duradouro é a confiança. Sem confiança não existe casamento equilibrado. O texto de Provérbios destaca que o marido da mulher virtuosa confia nela. Observamos que o vocábulo hebraico batach, traduzido como confiar mantém o significado de sentir-se seguro, estar despreocupado.

A prática pastoral nos mostra que um dos grandes problemas enfrentados por casais está na falta de confiança por parte dos cônjuges. Em muitos casos trata-se apenas de um ciúme possessivo, mas em outros percebe-se que um dos cônjuges permitiu que intrusões externas provocasse esse sentimento. O que deve ser dito é que os cônjuges devem ser sinceros um com o outro e não admitir que se criem situações que provoquem desconfiança no outro. O melhor é detectar o problema ainda no início e pedir ajuda ao parceiro. Geralmente as mulheres são mais sensíveis no relacionamento e percebem quando há algum elemento ameaçador ao relacionamento. Nesse caso elas dão o alerta. A escritora Cristiane Cardoso em seu livro A Mulher “V” — moderna à moda antiga, comentando sobre a mulher virtuosa de Provérbios 31, destaca:

O marido da Mulher V confia nela porque ele sabe que pode confiar. Uma mulher confiável náo precisa convencer as pessoas de que podem confiar nela; o seu comportamento diário diz praticamente tudo. Você é capaz de dizer se uma pessoa é madura ou não apenas pelo seu jeito de falar. Ela tem segurança para olhar nos seus olhos enquanto fala. Pode até ser tímida, mas sempre faz aquilo que precisa ser feito; é responsável com os seus afazeres. E por isso que a Mulher V não tem necessidade de coisa alguma, e nem deixa que sua família tenha. Ela pensa em si e na sua família como se fossem um só. Se a sua família está enfrentando dificuldades financeiras, ela não fica apenas esperando que as coisas melhorem — ela providencia para a sua família.

Seus planos, seus desejos, sua própria vida não são a sua prioridade. E, por causa disso, seu marido confia nela. Ele se sente seguro por estarem ambos no mesmo barco e por ele estar não remando sozinho. Sua esposa não apenas põe as necessidades de sua família em primeiro lugar como economiza — o que, para muitas mulheres, é coisa de outro mundo.1

A Necessidade de Ser Admirada

O texto de Provérbios 28.29 diz: “Seu marido a louva, dizendo: Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas”. A psicologia vai nos mostrar que homens e mulheres são diferentes não apenas quanto ao corpo, mas também na personalidade. Vejamos algumas dessas diferenças:

Necessidades Amorosas Primordiais de Homens e Mulheres 2

Mulheres necessitam receber
1. Carinho
2. Compreensão
3. Respeito
4. Devoção
5. Validação

Homem necessitam receber
1. Confiança
2. Aceitação
3. Apreço
4. Admiração
5. Aprovação
6. Encorajamento

O quadro acima revela que a mulher é bem diferente do homem em seu lado emocional. Ela precisa de afeto, amor, compreensão e carinho (1 Pe 3.7).

Aos Maridos: Formas de Demonstrar Amor e Respeito por suas Esposas

Para que possamos valorizar nossas esposas, John Cray, psicólogo e respeitado conselheiro matrimonial, mostra como os maridos devem marcar pontos com a esposa.

1. Ao chegar em casa, encontre-a antes de fazer qualquer outra coisa e dê-lhe um abraço.

2. Faça-lhe perguntas específicas sobre o dia dela que indiquem que você sabe o que ela estava planejando fazer. Por exemplo: como foi o seu dia hoje no trabalho?

3. Traga-lhe flores de surpresa, bem como em ocasiões especiais.

4. Oten i j-se para ajudar no jantar ou prepare o caie da manhã.

5. Faça elogios à aparência dela.

6. Quando você se atrasar, ligue para ela e avise.

7. Ofereça-se para jogar o lixo fora.

8. Quando ela falar com você, abaixe a revista ou desligue a televisão e dê-lhe sua atenção.

9 Se ela geralmente lava a louça, ocasionalmente ofereça-se para lavar a louça, especialmente se ela estiver cansada.

11). Quando sair, pergunte se tem alguma coisa que ela quer que você compre.

11. Dê-lhe quatro abraços por dia.

12. Ligue do trabalho para perguntar como ela está ou partilhar alguma coisa que demonstre intimidade ou dizer: “Eu te amo!”

13. Diga-lhe “eu te amo” pelo menos duas vezes ao dia.

14. Faça a cama e arrume o quarto.

15. Fique do lado dela quando ela estiver aborrecida com alguém.

16. Ofereça-se para dar-lhe uma massagem nas costas, nos pescoço ou nos pés (ou todas as três).

17. Faça questão de acariciar ou ser afetuoso algumas vezes sem ser sensual.

18. Não aperte o controle remoto para canais diferentes quando ela estiver assistindo com você.

19. Mostre afeto público.

20. Seja compreensivo quando ela se atrasar ou decidir trocar de roupa.

21. Preste atenção mais nela do que nos outros em público.

22. Faça com que ela seja mais importante do que as crianças. Deixe que as crianças a vejam recebendo sua atenção primeiro e antes de tudo.

23. Compre-lhe pequenos presentes — como caixas de chocolates ou perfume.

24. Tire fotos dela em ocasiões especiais.

25. Deixe que ela veja que você carrega uma foto dela na sua carteira e atualize-a de vez em quando.

26. Escreva um recado ou faça um cartaz em ocasiões especiais como aniversários.

27. Dirija devagar e com segurança, respeitando as preferências dela. Afinal de contas, ela está impotentemente sentada no banco da frente.

28. Surpreenda-a com um bilhete de amor ou um poema.

29. Trate-a como você fazia no começo do relacionamento.

30. Ofereça-se para afiar as facas da cozinha.

31. Leia em voz alta ou recorte seções no jornal que interessariam a ela.

32. Mantenha o chão do banheiro limpo e enxugue-o logo após o banho.

33. Abra a porta para ela.

34. Quando ela preparar uma refeição, elogie sua culinária.

35. Quando estiver ouvindo-a falar, use contato visual.

36. Toque-a com sua mão algumas vezes quando conversar com ela

37. Mostre interesse pelo que ela faz durante o dia, pelos livros que lê e pelas pessoas com quem se relaciona.

38. Se ela esteve doente de alguma forma, pergunte como ela está se sentindo.

39. Se ela estiver cansada, ofereça-se para fazer um chá para ela.

40. Apronte-se para dormir junto com ela e vá para a cama ao mesmo tempo.

41. Dê-lhe um beijo e se despeça quando você sair.

42. Ria das piadas e do humor dela.

43. Diga obrigado verbalmente quando ela faz coisas para você.

44. Observe quando ela faz o cabelo e faça um comentário reafirmado r.

45. Deixe a tampa do vaso sanitário abaixada.3

A Mulher Virtuosa como Mãe

A mulher tem sua participação na criação de valores dos filhos, mas essa missão não é somente dela. Educar tomando por base os valores é uma missão do casal. Em seu livro Quem Ama Educa, o psiquiatra e educador Içami Tiba escreve sobre a “missão ética” que o casal tem em relação aos filhos:

“Quando o filho não respeita os pais e estes nada fazem, ele se sente autorizado a desrespeitá-los. Isso dá poder ao filho, desencadeando a inversão de valores.

Quando os pais fazem, mesmo por amor, os deveres do filho, são antiéticos. Quem está sendo enganado? Quem é o principal prejudicado?

Quando os pais arrumam a bagunça do filho, estão criando um folgado. Não é ético ser folgado, porque sempre há alguém sufocado debaixo dele. Se o filho joga lixo no chão e a casa está limpa, o sufocado pegou esse lixo por ele.

Falar mal da mãe ou do pai ausente, além de não agradar à criança, é prejudicial à educação ética porque gera insegurança e consequentes danos à autoestima. Além disso, prejudica a educação da criança, que absorve esse costume do “como somos”. Lembre-se: quem fala mal de um para o outro, quando encontra um terceiro pode também falar mal do outro.

Evitem mentir ou dar desculpas esfarrapadas na frente da criança e muito menos pedir-lhe ajuda para esse fim. Assim, evita-se a criação de um mentiroso, um dos primeiros estágios da delinquência”.4

A Mulher Virtuosa como Trabalhadora

“A mulher que Deus descreve em Provérbios 31”, observa Jaime Kemp, “tinha serva (v. 15). Certamente, não há nada de errado em recebermos ajuda de uma pessoa. Porém, observe que ela não deixava de se envolver com o bom andamento da casa — ela controlava as atividades e a atmosfera do seu lar.Se temos alguém que nos ajuda em casa, precisamos ter cuidado para que isso não seja uma tentação, uma porta aberta para fugirmos e deixarmos os nossos filhos e as nossas obrigações nas mãos de outra pessoa. Devemos aproveitar a ajuda que recebemos para fazer coisas “especiais” para a nossa família; para estar disponível quando os nossos filhos precisarem de nós; para procurar meios criativos de ajudar nossos maridos”.5

Por outro lado, Lawrence Richards ao comentar sobre o lado empreendedor da Mulher Virtuosa destaca que:

O que é surpreendente sobre a descrição de Provérbios 31 é o fato de contradizer tão vigorosamente a opinião de alguns cristãos de que uma boa esposa deve ficar em casa, ter bebês e se ocupar do trabalho de casa. Provérbios 31 nos mostra uma mulher do Antigo Testamento que é, na verdade, uma mulher de negócios, que usava ao máximo os seus talentos e as suas capacidades, e realizava o mesmo tipo de tarefas que os homens daquela sociedade realizavam.

A mulher virtuosa”do Antigo Testamento não é a mulher silenciosa e subserviente que tantos cristãos imaginam, mas uma mulher decidida e realizada, cujo sucesso a revestiu “de força e glória” e que se sabe que fala “com sabedoria”, pois “a lei da beneficência está na sua língua.6

Em seu comentário do livro de Provérbios, Antonio N. Mesquita destaca:

Parece que o marido dessa mulher ocupava um lugar destacado junto às portas da cidade, onde eram decididos os assuntos menos graves entre o povo. Os maiores eram levados ao rei. Esse marido é estimado entre os juizes, pois uma mulher assim honra o seu marido em qualquer posição social. Era costume primitivo entre os orientais assentarem-se os homens de respeitabilidade à porta de entrada das cidades e alieram decididas queixas de uns contra os outros. Foi à porta da cidade que os anjos encontraram Ló (Gn 19.1).7

A Mulher Virtuosa como Serva de Deus

Comentando os versículos 30 e 31 do livro de Provérbios, o expositor bíblico William MacDonald destaca:

Aqui o autor concorda com a afirmação do marido. De fato, algumas mulheres são graciosas, porém não tem sabedoria; são formosas, porém insensíveis; mas a mulher que teme ao Senhor, conforme a descrição acima, será reconhecida publicamente por sua diligência, seu caráter nobre e suas surpreendentes realizações.

É bastante adequado e digno de nota que Provérbios termine exaltando a mulher idônea. Três mulheres se destacaram nesse livro: a personificação da sabedoria e seu convite para

o banquete, a mulher imoral ou prostituta e, por fim, a mulher virtuosa (ou esposa exemplar).8

Em seu comentário de Provérbios 31, o expositor bíblico F. B. Mayer conclui:

A mulher ideal, aqui retratada, é uma esposa. Ela é o apoio e a segurança do seu marido. Não somente quando chega à sua casa, ainda recém-casada, na glória e beleza de sua mocidade, não somente quando sua beleza feminina prova a admiração dele, mas, muito depois e até ao fim da vida ela lhe faz bem. Ela está sempre atarefada. É econômica na administração dos rendimentos dele. Se ele traz o dinheiro para ela, gasta-o economicamente visando o bem-estar de ambos.

É no lar que o homem acumula forças para sua vida pública. No lar, a mulher lhe comunica a inspiração e a força que o fazem “estimado entre os juizes”. Seu segredo: discreta lealdade,sabedoria e economia inspiram crescente aprofundamento e apreciação, de modo que o homem que na primavera a escolheu dirá dela entre os flocos de neve da velhice: “Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.9


José Gonçalves, e pastor em Água Branca, Piauí, graduado em Teologia pelo Seminário Batista de Teresina e em Filosofia pela Universidade Federal do Piauí. Ensinou grego, hebraico e teologia sistemática na Faculdade Evangélica do Piauí. É comentarista de Lições Bíblicas da Escola Dominical da CPAD e autor dos livros:Missões – o mundo pede socorro (Ed Halley); Por que Caem os Valentes (CPAD); As Ovelhas Também Gemem (CPAD); Defendendo o Verdadeiro Evangelho (CPAD); A Prosperidade à Luz da Bíblia (CPAD); Rastros de Fogo – o que diferencia o pentecostes bíblico do neopentecostalismo (CPAD); Porção Dobrada (CPAD); Sábios Conselhos para um Viver Vitorioso (CPAD) e co-autor do livro: Davi – as vitórias e derrotas de um homem de Deus (CPAD, prêmio ABEC). É presidente do Conselho de Doutrina da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Piauí e membro da Comissão de Apologética da CGADB.
Notas

1 CARDOSO, Cristiane. A Mulher V — moderna à moda antiga. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2013.
2 Veja uma exposição completa sobre esse assunto no livro Os Homens sáo de Marte e As Mulheres sáo de Vênus e Homens náo Ouvem e Mulheres Falam Demais.
3 CRAY, John. Os Homens Sáo de Marte e as Mulheres sáo de Venus.
4TIBA, Içami. Quem Ama Educa. Gente: Sáo Paulo.
5 KEMP, Jaime. Sua Família Pode ser Melhor. Brasília: Palavra, 2007.
6 RICHARDS, Lawrence. Comentário Devocional da Bíblia. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
' MESQUI IA, Antonio Neves. Estudo no Livro de Provérbios
- princípios para uma vida feliz. Rio de Janeiro: JUERP, 1979.
8 MACDONALD, William. Comentário Bíblico Popular
— Antigo Testamento — versículo por versículo. São Paulo: Mundo Cristão, 2010.
9MAYER, EB. Comentário Bíblico F. B. Mayer. Belo Horizonte: Betânia, 2002.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +