terça-feira, 11 de março de 2014

Homossexualismo - Uma análise Bíblico - Teológico - Prática. parte 1

Introdução: Homossexualismo tem sido um tema palpitante, não somente pela abrangência do assunto em si mesmo, mas pelo fato da realidade homossexual ter saído da clandestinidade para os holofotes. Poucos assuntos atualmente são tão midiáticos quanto este. Pouco tempo atrás, quando se descobria que alguém era um homossexual em pequenas cidades do interior, ela se tornava excluída da sociedade, estigmatizada.
Hoje a história é diferente. Em alguns casos tem sido até sinônimo de vanguarda, de mente aberta e de status. As reportagens sobre tais assuntos tornam-se quase sempre propaganda. Entrevistadores dão lugar de destaques aos gays, artistas com relativa frequência tem assumido seu lado "feminino". De repente, ser gay assume aquela dimensão do super-homem do Gilberto Gil que se perdeu, e que pode ser reencontrada nesta faceta do homem-feminino de Pepeu Gomes. Atribui-se a Arnaldo Jabor a seguinte frase: “Antigamente, no Brasil, ser homossexual era proibido; posteriormente tornou-se tolerado; agora é recomendado. Foi me mandar do Brasil antes que seja obrigatório”.

Homossexualismo ocorria fora da Igreja, agora vemos pastores defendendo esta prática e buscando textos bíblicos para justificar sua posição. Peter Gomes, líder dos capelães da Harvard University, no seu livro “The Good Book”, um New York best-seller, afirma que o pecado de Sodoma e Gomorra não era o homossexualismo nem a sodomia, mas a falta de hospitalidade. Existem igrejas hoje admitindo abertamente casais homossexuais (igrejas inclusivistas), denominações inteiras aceitando pastores assumidamente homossexuais, como recentemente fez a Presbyterian Church nos Estados Unidos (PC-USA). Não confundir com outras linhas presbiterianas como a PCA, OPC, EPC, e Reformed Church, que são outras igrejas presbiterianas que não defendem este ponto de vista.

Homossexualismo tambem era uma realidade na casa "dos outros", mas agora, surge em nossos lares. Ficamos tentando entender qual posição tomar. Pais sentem-se confusos em relação a este assunto. Qual é o nível de tolerância, o que fazer se o filho assume o homossexualismo: Devo tolerar, aceitar, incluir ou rejeitar? As opções se radicalizam de um leque para o outro. Qual deve ser nossa atitude pessoal e a da igreja?

Este texto busca dar uma visão rápida sobre a questão. Não analisa as coisas mais profundas do homossexualismo, mas tenta levantar aspectos práticos da questão, e descobrir causas, tratamento e prevenção. Muito comumente ouço pessoas perguntando:
è"O que a Bíblia diz sobre o assunto ?"
è "Como evitar que meu filho seja um homossexual?"
è"Como ajudar amigos que lutam com esta tensão?"
è “Qual deve ser a atitude da igreja?”
è “Como lidar com meus impulsos homossexuais?”
è “Tenho um amigo homossexual, o que devo fazer?”

Espero que este texto possa ser um manual, que reoriente pessoas à visão de Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOCÊ ESPECIAL

GOOGLE +